Então, desculpa gente, é que o sinal aqui caiu.

Continuando… O movimento que eu influenciei, o impressionismo, levou esse nome por causa de um quadro meu, o Impression, soleil levant (para os leigos, Impressão, nascer do sol) de 1872. Foi um movimento que passou a explorar a intensidade das cores e a sensibilidade do artista.

A gente procurava retratar os efeitos da luz do sol sobre a natureza, e por isso, quase sempre, a gente pintava ao ar livre, é que nós dávamos muita ênfase à capacidade que a luz solar tem de modificar todas as cores de um ambiente, ela podia tanto valorizar quanto desfavorecer as cores da natureza.

Vocês podem até fazer essa experiência ai em suas casas, é só escolher um lugar que pegue sol e retratar ele em vários momentos do dia, vão se impressionar em como esse efeito é legal.

Nós tínhamos um jeito meio revolucionário, quer dizer, totalmente revolucionário, já que nossas ideias eram totalmente contrarias ao movimento anterior, nós queríamos romper completamente com o passado, nem pensar um impressionista pintar um tema nobre ou que fosse fiel a realidade; nós iniciamos as pesquisas sobre ilusões ópticas, é concordo com você, quem é que na época ia pensar em pesquisar um negócio desse, só loucos como nós mesmo; entre muitas outras coisas que nós revolucionamos.

A primeira vez que mostramos nossos trabalhos foi em abril de 1974, em Paris, também fizemos algumas outras exposições até 1886, mas enfim, o público e a crítica não reagiram muito bem ao nosso movimento, achavam que nós éramos revolucionários de mais para a época, eles queriam que nós nos mantivéssemos fiéis aos princípios acadêmicos da pintura, coisa de gente com mente fechada, se eles vissem a arte de hoje, morreriam, mas pensando bem, eles já estão mortos…

Anúncios